POR:

WAGNER MANSOLELLI

quarta-feira, 28 de maio de 2008

PESADELO

A boca sente o sabor amargo que vem da alma

Sinto cheiro de embuste,

Atento e alerta como um guarda-tesouros coloco-me

As desventuras a pouco vividas,

As decepções e enganos,

A dor !!!

Sinto-me ameaçado por todos,

Talvez esteja paranóico

A loucura sempre a rodear toma-me, consome;

E re começa o sufoco,

Sinto-me um passaro na arapuca,

Tudo prestes a desmoronar,

A desmanchar-se feito brinquedo de cal n’água

A revolta do sentir

Ódio de um mundo inexistente e fugaz

E acordo de meu pesadelo,

Revejo luz,

A beleza !!!

4 comentários:

Sonia disse...

De uma sensibilidade marcante...

lindo..lindo...
parabens!!

sonia maria

Marli disse...

wagner lido lindo........vc e um poeta nato amigo......... obr

igaga.......... marli

10de julho de 2008..........sorte

Vera disse...

Poxa que coisa linda, que junção magnífica de palavras e sentimento!!!

Ianê Mello disse...

Toca verdadeiramente a alma! Parabéns, amigo!